Na estante: O Jardim Secreto

Primeiramente queria dizer que este post era para ter sido feito mês passado. Esse livro foi um dos primeiros lidos esse ano, então estou um mês atrasada, mas tudo bem, consegui fazer a resenha agora, hehehe. Segundo, é que eu resolvi intitular os posts de livros resenhados com "Na estante", espero que não fique muito esquisito. E terceiro, eu provavelmente não farei resenha de todos os livros que ler, justamente por ter atrasado esta resenha, mas o que importa e que vou voltar a escrever sobre livros, certo? Ah, e eu coloquei uma aba de leituras, porque eu estou mais dedicada às minhas leituras esse ano e quis compartilhar aqui. ^.^
Então, vamos a resenha.

Livros infanto-juvenis que sabem contar uma história, sem ficar boba ou infantiloides demais, me encantam muito. Isso acontece com As Crônicas de Nárnia, Contos de Fadas... E O Jardim Secreto é uma história linda de aprendizado e mudança. 

No livro, Mary Lennox é uma menina nascida na Índia, que presencia a dizimação do lugar onde mora por uma epidemia de cólera. Então é mandada para a mansão Misselthwait, onde seu tio e tutor não vive, porque está sempre viajando para ter de ficar longe do lugar.
Mas é lá que começam as mudanças interiores, e até exteriores, de Mary. E quem imaginaria que ali, uma menina lânguida e feia, que está sempre rabugenta, pudesse mudar tanto seu caráter e seu julgamento sobre o mundo e as pessoas. A menina começa a fazer amizade com um lindo tordo que lhe mostra um pouco os jardins que há lá fora. Então ela acaba descobrindo esse jardim, que ficou trancado por anos e ninguém ousava entrar, mesmo porque, ninguém sabia onde a chave se encontrava. O lindo tordo lhe mostra onde ela foi escondida e enterrada, então Mary descobre o lugar que logo faria tão bem à ela e todos ao seu redor.
"O coração de Mary começou a bater forte e as mãos delas tremiam de emoção. O passarinho continuou cantando e balançando a cabecinha, como se estivesse animado também. O que era aquilo, debaixo das mãos dela, quadrado, feito de ferro, e com um buraco que seus dedos podiam sentir?
Era a fechadura de uma porta que fora fechada dez anos antes. Mary pôs a mão no bolso, pegou a chave e viu  que ela servia no buraco. Girou a chave. Precisou usar as duas mãos, mas conseguiu.
Em seguida, respirou fundo, e olhou em volta, para ver se havia alguém por perto. Não havia. Parecia não haver nunca. Respirou fundo de novo, porque não conseguia evitar, afastou a cortina de hera que balançava e empurrou a porta, que se abriu devagar, bem devagar.
Depois, se esgueirou, passou e fechou a porta atrás de si, ficando com as costas encostadas nela, olhando em volta, ofegante de emoção, maravilhamento e encantamento.
Estava dentro do jardim secreto." (O Jardim Secreto)
Depois de entrar Mary sabe que tem uma oportunidade de se ocupar com algo realmente importante. Logo mais ela conhece Dickon, irmão mais novo de Marta, sua também amiga e nova "aia". Conforme os dias passam eles vão trabalhando no jardim para enriquecê-lo, e em um certo momento Mary fica sabendo que tem um primo e que ele passa a maior parte do tempo no quarto, fechado, considerado doente e à beira da morte. Mas é com a magia que a menina trouxe consigo de fora, dos jardins, que ensinará Colin a ver o mundo com olhos diferentes, assim como ela estava vendo agora.
A história fala de amizade e de como podemos mudar se querermos, com o coração. Mostra também a importância da natureza e de como as crianças devem agradecer e cuidar bem dela.

É um livro para crianças e jovens, mas nem por isso seu encanto diminui. Acho que a história não é segredo para quase ninguém, já que a adaptação cinematográfica de 1993 é bem conhecida para quem aprecia histórias juvenis, por isso não me estendi muito ao descrevê-la.

Avaliação: ★★★★★

Trailer do filme:


As diferenças entre livro e filme existem, são bem aparentes, mas nenhuma das obras perde a qualidade por conta disso. Recomendo muitíssimo os dois (embora eu ache que muitas pessoas já tenham lido e assistido ao filme - esse mais certeza ).
Espero que tenham gostado. :)




Bons Sonhos

3 comentários

  1. Não li o livro, infelizmente, mas já vi o filme milhares de vezes. Enquanto lia esse trecho dela abrindo a porta do jardim, fiquei lembrando exatamente da cena de quando isso acontece no filme :)Vou deixar o livro anotado aqui, até porque ele tá bem condizente com a minha vibe de leituras - to lendo a "História Sem Fim" nesse momento. Bisous!

    ResponderExcluir
  2. Sou louca pra ter esse livro na minha estante, só pelo fato de ter vindo da mente da mesma pessoa que escreveu A Little Princess, que se você não leu, acho que vai adorar, visto que parece ser similar ao Jardim Secreto, aliás preciso dos dois, A Little Princess é fantástico, conta uma estória muito bonita e emocionante, é impossível ler e não admirar nem um pouquinho a Sara, queria saber se essa edição que você tem é muito pequena, ou fina demais, infelizmente é tão carinho. T_T

    ResponderExcluir
  3. A gente tem mesmo a mesma cabeça, mana. Acredita que eu estou lendo esse livro? hahaha
    Não li a sua resenha, mas deixei marcada no Reader pra voltar aqui depois que temrminar
    bjos!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário \o/
Responderei assim que for possível ;)