Na estante: Estação Atocha (Ben Lerner)

29 de dezembro de 2015

Adam Gordon após ganhar uma bolsa de estudos para uma pesquisa, muda-se para Madri como poeta e tradutor. Americano que não fala praticamente nada de espanhol, Gordon se limita a usar haxixe, se auto medicar e mentir sobre seu verdadeiro eu.
Contado em primeira pessoa, achei que o livro tem um tom de diário, pois em muitos momentos Gordon vai narrando sobre suas experiências na cidade espanhola, mostrando suas reações a elas, e isso acontece muitas vezes de um modo frenético e fluido.

Feliz aniversário, envelheço na cidade

25 de novembro de 2015

Quando eu era pequena amava fazer aniversário. Esperava ansiosamente para poder reunir meus amiguinhos em volta de um bolo delicioso, com a mesa cheia de docinhos e enfeites, para cantarmos Parabéns Pra Você
Mas essa adoração só durou até meus 10 anos. Depois já nem gostava mais de fazer festa; e se tinha bolo para cantar parabéns, já era suficiente. 
Com 16 eu não queria comemorar mais aniversário nenhum e detestava que cantassem Parabéns para mim. Foi aí que começou minha rabugice.

Essa é uma pequena história de como eu não ligo muito para meu aniversário. Mas hoje eu resolvi que ia escrever algo para mim mesma, porque afinal: eu sou eu, e sem o dia do meu aniversário eu não existiria, e confesso que gosto da minha insignificante existência.

Queria ser David Bowie (ou ser amiga dele)

17 de novembro de 2015

Ando viciada em David Bowie. Não sei se vocês estão sabendo. Ou estão, já que postei isso em tudo quanto é lugar. Mas pensa: não tem como não querer saber tudo sobre ele (ou querer ser, como o título aqui diz), o cara é um camaleão, um personagem, uma pessoa fantástica. 

Não nascem mais ícones assim hoje em dia, não é mesmo?

Maratona Literária 24h - Diário de leitura

10 de novembro de 2015

Por não ter feito os vídeos a cada três horas, como fiz na maratona literária anterior, decidi que fazer um diário de leitura + um vídeo de conclusão, supriria a curiosidade de vocês. 
Então venho trazer aqui alguns registros das horas que passei lendo, das 00h de quinta-feira até 23h59 da sexta-feira. 

Tentei comentar sobre os livros, mas temos o vídeo para arrematar sobre o assunto, então tá tudo bem. ^^


Às vezes é preciso se dar um tempo

30 de outubro de 2015

A gente não tem o poder de sair do próprio corpo e ficar alguns dias sem nossa própria companhia, só que às vezes é uma coisa que precisava ser feito. Só porque amar a nós mesmos seja algo necessário, não quer dizer que tenhamos que nos suportar sempre, e isso atrapalha um pouco a vida, afinal, não tem como deixarmos de ser e ter apenas um corpo andando por aí. 
Pode ser que uma das soluções seja se afastar um pouco da própria vida e se afundar nas coisas que nos levam para outro lugar, como os livros e filmes fazem. Porém, e se a gente sente que nem isso vai ajudar?

Acho que estou parecendo confusa. Bom, vou tentar simplificar. Eu não estou me sentindo eu mesma faz algum tempinho. Por isso ando afastada do canal, do blog, das redes sociais. Ainda tento postar uma fotinho no Instagram, e falar alguma coisa no Twitter, mas já não são coisas que tenho muita vontade de fazer.
Antes achei que o problema era que eu estava cansada da internet. Vocês viram, não viram, que essas últimas semanas tem sido pesadas? Que muitas notícias desanimam? Pois é, achei que era só por isso. Aí percebi que abrangia muito mais. 

O que eu li: Agosto

7 de outubro de 2015

Sei que esse post está atrasadinho, mas os vídeos do canal também, então é uma bagunça geral mesmo. Sinto muito. 

Nesse vídeo de o que eu li em Agosto só mostrei o que li, pois como explico no vídeo o Book Haul vai ser separado (e mais uma vez desculpem-me, porque o vídeo está atrasado, mas explicarei melhor nele), já que tem muita coisa pra mostrar e falar sobre o evento citado abaixo. 

Então em Agosto até que li relativamente bem. Nem muito nem pouco, o suficiente. Fiz boas leituras, apenas uma me decepcionou um pouco, que foi o Estação Onze. Já tem vídeo de resenha, não deixem de assistir. 
Li outras coisas que adorei, como O Livro do Cemitério (esse ano estou munida de Neil Gaiman \o/) que é um amorzinho, e talvez tenha resenha junto com Os Filhos de Anansi, que pretendo ler em breve. 


Diário de leitura #2: terceira e quarta semanas de Agosto 2015

10 de setembro de 2015

Post com certo atraso, mas vocês verão que não importa, porque as leituras foram mais ou menos um fiasco, enfim...

Juntei as semanas pois alguns dias eu não li tanto e esqueci de marcar no caderno (pessoa desorganizada é fo** viu!), mas como eu estava prometendo fazer de vez em quando os diários, e como escrevi em alguns dias achei que deveria postar, mesmo com o atraso. Mas vamos ao que interessa, finalmente.

O que eu li + Book Haul: Julho

9 de setembro de 2015

Depois desse post acho que tudo volta ao normal dos "posts dos vídeos de lidos". Ufa!

Mês de Julho eu só li de verdade na terceira e quarta semanas. Antes disso eu li pouquíssimo, e acho que só tinha concluído a leitura do Fantasmas na Biblioteca. Só mais tarde terminei, apenas, Clube da Luta e Bidu: Caminhos.

Foi um mês lento, foi um mês negligente, mas não foi dos piores, devo salientar. As leituras foram agradáveis e Clube da Luta (que estou devendo resenha; mas 'calma alma' que logo sai) foi a melhor leitura do mês.

No book haul teve alguns livrnhos, mas nada exagerado; e também já mostro livros e falo um pouco mais da parceria com a Intrínseca. :)




Diário de Leitura #1: segunda semana de Agosto 2015

17 de agosto de 2015

Finalmente venho com os diários de leitura que inventei de fazer. 
Quando estava lendo Clube da Luta eu pensei em começar esses diários, mas me esqueci, sorry.

Então farei da seguinte maneira: durante a semana eu escrevo no meu caderninho sobre como foram os dias, como foram as leituras, e final de semana posto esses cinco dias tudo junto. Fim de semana eu leio menos, às vezes nem consigo ler nada, então vou deixar de fora o sábado e o domingo, mas posso comentar se li algumas páginas ou se terminei algum livro.  

Vamos lá!

Um novo visual

11 de agosto de 2015

Eu fiz um post na fanpage falando da mudança de identidade visual do blog e do canal, contudo, eu queria dar mais crédito à artista que criou as ilustrações que estou usando como base para meus icon e banner. 

Eu achei essa imagem no blog Teoria Criativa

ilustração por Yao Cheng

O que eu li + Book Haul: Junho

10 de agosto de 2015

Continuando com a lista de posts dos lidos do mês atrasados... Leituras e Book Haul de Junho.

Junho foi um mês de leituras mais lento se comparado a Maio, mais reli livros do que li. Estão na lista de releituras: O Mágico de Oz e O Pequeno Príncipe. Mas em compensação, li um livro maravilhoso, que me deu até uma certa ressaca literária, que foi o A Redoma de Vidro da Sylvia Plath (que com certeza vai ser uma autora favorita, que vou procurar as outras obras). Um livro que recomendo, mas com moderação e ressalva a época que vocês lerão: ele é um tanto pesado e deprimente.

Fora isso, li os primeiros volumes de Chobits, que estou recuperando com a assinatura. E foi só isso. 
Agora de Book Haul foram praticamente as mesmas coisas que li... E mais um pouquinho, como sempre, hehe.



O que eu li: Maio

4 de agosto de 2015

Mais atrasada que Rubinho Barrichello, mas antes tarde do que nunca, o post dos lidos do mês de Maio.

Pelo título (e pelo vídeo que saiu há séculos, dãã) vocês já viram que não teve Book Haul esse mês de Maio. Não sei como consegui me controlar, um orgulho brotou dentro de mim, haha. E não sei se foi por não ter comprado nada, mas acabei lendo mais do que qualquer outro mês anterior. Cinco livros, além dos quadrinho, claro.
Entre eles, o incrível Sobre a Escrita do sensacional Stephen King! Esse livro foi tão importante nesse período. Não só porque fala de escrita, mas foi um livro aconchegante e sincero. Meu preferido do mês com certeza.

Outros livros ótimos que li foram o Poética da Ana Cristina Cesar, que se tornou uma poetisa preferida; e Todos Nós Adorávamos Caubóis da minha conterrânea, Carol Bensimon. Esse livro me deu uma nostalgia gostosa dos lugares que já passei lá nos pampas gaúchos. 



Coisas que eu gosto...

3 de julho de 2015

...e que ninguém sabia que eu gostava.

 De bolinhas. Ou poás, como quiserem chamar;
Em roupas, em acessórios. Sou a louca dos poás e acho que combina demais com o próximo item (principalmente se forem preto e branco, ou vice versa).

 De batom e esmalte vermelho;
Uma das minha cores favoritas, aí eu descobri que gostava de esmalte, e que vermelho era lindo. Depois veio o batom.

 De leite condensado puro;
Eu adoro comer esse troço superdoce direto da lata.

De super-heróis, zumbis e OVNIs
Mas sou exigente. Não pode ser qualquer filme, série. Tem que ter uma história legal e me chamar a atenção. E no caso dos OVNIs, eu sempre quis ver algo no céu, mas até agora, nada. 

De dormir
Eu consigo dormir até 12h direto. Sei que tem gente que dorme mais que isso, mas 12h é coisa pra caramba, né? Não sei se me orgulho disso, mas que é gostoso é, hahaha. 

De bife de fígado;
Mas sem cebola. Aliás, faz um bom tempo que não como. Sdds.

De jogos de lógica
Esses tipo puzzles, sabem? Já joguei muito Sudoku, palavras-cruzadas, Paciência. Mais recentemente eu andava viciada no Two Dots (mas meu iPod não atualiza para o iOS 7 então parei; tristeza).




O que eu li + Book Haul: Abril

31 de maio de 2015

E finalmente vim com o post que faltava dos lidos do mês de Abril. Tudo atrasado, como comentei no anterior, mas acho que vocês já se acostumaram com isso, não é? Espero que sim. 

Mês de abril foi até melhor nas leituras, porém ainda não foram muitas. Estou recuperando, podem deixar! 
Continuei com a leitura de Crime e Castigo, mas ainda longe de terminar, então tenham paciência e continuem esperando pela resenha (vamos ver se vou fazer uma satisfatória). 
Acho que não consegui ler tanto por conta do probleminha que eu tive com o Cadê você, Bernadette? - aquela história de que veio faltando página e tal -, aí atrasei a leitura deste e consequentemente de outras leituras também, mas é a vida. 
O Book Haul desse mês não foi exagerado e comprei sem culpa. Mas mês que vem vocês terão uma surpresa, haha.



O que eu li + Book Haul: Março

11 de maio de 2015

Sim, esse post está atrasado; sim, eu tenho postado pouco no blog. 
Não sei se continuo pedindo desculpas, ou se jogo tudo pro alto e digo "dane-se, gente, eu sou assim e isso não vai mudar". Mas na verdade eu quero mudar e voltar a postar mais seguido. Inclusive, quero continuar escrevendo sobre filmes e música - se vocês notarem, faz um tempo que não sai nada desse tipo. E claro, voltar a escrever resenhas/opiniões sobre livro também. Eu acho que sei escrever, mas eu tenho certeza que a falta de tudo isso, não só das resenhas de livros, é a preguiça. =/ 

Mas enfim, vamos ao que interessa. 

Esse mês li várias coisas, mas não li vários livros. Porém, eu já acho que foi relevante. Ainda mais que li o Sejamos Todos Feministas, da Chimamanda, e foi o meu preferido do mês. Todos deviam ler e repensar sobre o Feminismo. 
As leituras de hqs e mangás têm me agradado demais, então vou continuar lendo muita coisa desse tipo. Ainda mais que comprei um tablet e agora posso baixar (ixi, pode falar isso aqui? haha) muuuitos quadrinhos!
O Book Haul  - que sempre é maior que as leituras -  tá incrível; comprei bastante coisa legal, mas já me prometi que vou tentar comprar menos (o que não aconteceu em Abril, mas vocês verão no próximo post =P).



O que li + Book Haul: Fevereiro

25 de março de 2015

Não sei o que eu estava pensando que não havia feito esse post dos lidos+book haul de Fevereiro! Acho que estou ficando caduca/louca. Sei lá, hahaha. 

Quem não notou o FAIL escrito ali no cantinho na imagem do vídeo, eu digo: esse mês foi fail total, tanto em leituras quanto em compras. Mas digo mais: não descarto a possibilidade disso acontecer de novo esse ano.

Enfim, fiz apenas três leituras, e dessas três minha preferida, com certeza, foi o quadrinho Vincent, da Barbara Stok. Gostaria que ele fosse um pouco maior, mais abrangente na vida de Van Gogh, porém, a proposta da autora deve ter sido essa mesma, os últimos momentos de Vincent.
Não Sou Uma Dessas foi uma leitura agradável e fácil. Não achei horrível como alguns disseram, e também não achei maravilhoso como outros acharam, mas é uma leitura válida. 
Continuo lendo Sailor Moon. Só que já tá acabando, snif! 



Leia Mulheres

8 de março de 2015

Imagem do projeto de 2014
Para entender:
A escritora Joanna Walsh propôs fazer de 2014 um ano para discutir a desigualdade de gênero no mundo da literatura e promover um equilíbrio nesse sentido. Por que editamos, publicamos, traduzimos, divulgamos, estudamos, discutimos menos a produção de ficção e de não ficção de mulheres? O que fazer para mudar isso? Ler as obras de escritoras, valorizar outras profissionais mulheres do mundo editorial. - Veja mais em: http://leiamulheres2014.tumblr.com/#sthash.AblFy3vK.dpuf

O que eu li + Book Haul: Dezembro/Janeiro

9 de fevereiro de 2015

Os vídeos de lidos de Dezembro e Janeiro demoraram tanto para sair, que se juntaram em um só; junto com o Book Haul, claro!  
Em Dezembro até que li mais do que comprei, mas em Janeiro li quase nada e comprei muito, haha. É  a vida (de bibliófila xD). 

Fiz ótimas leituras em Dezembro, e uma delas virou um dos meus livros favoritos da vida: Precisamos Falar Sobre o Kevin. Ótimo, arrebatador, denso; espetacular. Falarei melhor dele em vídeo, ainda, mas provavelmente só em Março. Tentem aguardar até lá.

Já em Janeiro, não consegui terminar tudo que comecei a ler, infelizmente. Crime e Castigo ficou parado, assim como A Desumanização. Vamos ver como as coisas andam agora em Fevereiro - mas também não prometo nada.


Quando Coldplay é melhor lançando música de filme que álbum novo

28 de janeiro de 2015

O título desse post já diz tudo. E sim, eu sou fã-chata-pa-caraleo! Que faz trocentos posts reclamando da fase nova (tá, só fiz um e esse aqui =P). 
Maaas apesar de ser fã, sempre vejo as notícias atrasada, então tem gente que provavelmente já sabia e não me contou. Whatever. 

Miracles é linda. Como sempre, o que eles conseguem fazer quando não é música de trabalho deles. E infelizmente é assim mesmo, lidem com isso. 
Foi exclusivamente escrita para o filme e tem a mesma pegada que a música Atlas de Catching Fire: som novo com pegada de Coldplay antigo (no instrumental até lembra a fase de agora, mas o vocal é o velho Coldplay). 
Se é para escolher música favorita das atuais, escolho, sem pestanejar, essas duas. 


Aliás, assistam ao filme. Deem um pouco de crédito para mulheres na direção. Angelina Jolie não está perfeita, mas já mostrou que consegue fazer algo digno de atenção. 
;) 



Uma retrospectiva (longa) das leituras de 2014

26 de janeiro de 2015

Esse post está totalmente atrasado, como tudo no blog e no canal. Mas eu deixei alguns recados na fanpage, então dá uma olhada lá e curta se você ainda não curtiu. ^^

Lembram que ano passado eu fiz esse post? Pois resolvi repetir a dose aqui para 2014. O blog da Tary está fora do ar, por enquanto, mas foi ela quem criou essa tag em 2010. Então se forem fazer uma retrospectiva assim, deem os créditos a ela, ok? :)
Mas nesse post aqui, vou falar muito mais do responder apenas essa tag. Quero relembrar quantas leituras fiz e o que teve sobre metas (não cumpridas), sascoisa tudo. 

Então, senta lá, que o post vai ser looongo. 

CopyRight © | Theme Designed By Hello Manhattan