Uma retrospectiva (longa) das leituras de 2014

26 de janeiro de 2015

Esse post está totalmente atrasado, como tudo no blog e no canal. Mas eu deixei alguns recados na fanpage, então dá uma olhada lá e curta se você ainda não curtiu. ^^

Lembram que ano passado eu fiz esse post? Pois resolvi repetir a dose aqui para 2014. O blog da Tary está fora do ar, por enquanto, mas foi ela quem criou essa tag em 2010. Então se forem fazer uma retrospectiva assim, deem os créditos a ela, ok? :)
Mas nesse post aqui, vou falar muito mais do responder apenas essa tag. Quero relembrar quantas leituras fiz e o que teve sobre metas (não cumpridas), sascoisa tudo. 

Então, senta lá, que o post vai ser looongo. 

Bom, gostaria de começar dizendo que esse ano de 2014 foi um bom ano para as leituras. Mesmo que em alguns meses eu tenha lido menos do que gostaria eu consegui fazer 63 leituras - sim, eu faço uma contagem geral de leituras: mangás e HQs entram aí, porque são leituras, e para mim importam.

E aqui estão as leituras de 2014:

Janeiro

Perdoe-me tanto laquê (Juliana Gervason)
Destrua Este Diário (Keri Smith)
Guerreiras Mágicas de Rayearth edição esp. #3 (CLAMP)

Fevereiro

Morangos Mofados (Caio F. Abreu)
Romeu e Julieta (William Shakespeare)
Eu me chamo Antônio (Pedro Gabriel)
A Arte - conversas imaginárias com minha mãe (Juanjo Sáez)
Em Seu Lugar (Jennifer Weiner)
A Luneta Âmbar (Philip Pullman)

Março

A condição indestrutível de ter sido (Helena Terra)
O Sol é Para Todos (Harper Lee)
Maus (Art Spiegelman)
O Cair da Noite (Isaac Asimov)
Toda Poesia (Paulo Leminski)

Abril

Nausicaä do Vale do Vento vol. 1 (Hayao Miyazaki)
Alta Fidelidade (Nick Hornby)
Nausicaä do Vale do Vento vol. 2 (Hayao Miyazaki)
Eleanor & Park (Rainbow Rowell)
Persépolis (Marjane Satrapi)
Após o Anoitecer (Haruki Murakami)
O Senhor das Moscas (William Golding)

Maio

Max e os Felinos (Moacyr Scliar)
Dias da Meia-Noite (Neil Gaiman)
A Delicadeza (David Foenkinos)
As Aventuras de Pi (Yann Martel)
Fahrenheit 451 (Ray Bradbury)
As Aventuras de Tintim - O Segredo do Licorne & O Tesouro de Rackham, o Terrível (Hergé)
Retalhos (Craig Thompson)

Junho

J.R.R. Tolkien - O Senhor da Fantasia (Michael White)
A Solidão dos Números Primos (Paolo Giordano)
Asterios Polyp (David Mazzucchelli)
O Grande Gatsby (F. Scott Fitzgerald)

Julho

Extraordinário (R. J. Palacio)
Música ao longe (Erico Verissimo)
2001: Uma odisseia no espaço (Arthur C. Clarke)
Nu, de botas (Antônio Prata)
Nausicaä do Vale do Vento vol. 3 (Hayao Miyazaki)

Agosto

Nova York: a vida na grande cidade (Will Eisner)
Guerreiras Mágicas de Rayearth edição esp. #4 (CLAMP)
Guerreiras Mágicas de Rayearth edição esp. #5 (CLAMP)
Guerreiras Mágicas de Rayearth edição esp. #6 (CLAMP)
Menino de Ouro (Abigail Tarttelin)
Will Eisner: um sonhador nos quadrinhos (Michael Schumacher)

Setembro

Pretty Guardian – Sailor Moon #1 (Naoko Takeuchi)
Bonsai (Alejandro Zambra)
A Vida Privada das Árvores (Alejandro Zambra)
Pretty Guardian – Sailor Moon #2 (Naoko Takeuchi)
Pretty Guardian – Sailor Moon #3 (Naoko Takeuchi)

Outubro

Formas de voltar pra casa (Alejandro Zambra)
Pretty Guardian – Sailor Moon #4 (Naoko Takeuchi)
Os Caçadores de Sonhos (Neil Gaiman & Yoshitaka Amano)
Pretty Guardian – Sailor Moon #5 (Naoko Takeuchi)
A Princesinha (Frances Hodgson Burnett)

Novembro

Pretty Guardian – Sailor Moon #6 (Naoko Takeuchi) 
Pretty Guardian – Sailor Moon #7 (Naoko Takeuchi)
A Bela e a Fera (Clarice Lispector)
Pretty Guardian – Sailor Moon #8 (Naoko Takeuchi)
 A Festa da Insignificância (Milan Kundera)

Dezembro

Bear (Bianca Pinheiro)
Belas Maldições (Neil Gaiman & Terry Pratchett)
Precisamos Falar Sobre o Kevin (Lionel Shriver)
Lúcifer - O Diabo à Porta (Mike Carey)
O cão que guarda as estrelas (Takashi Murakami)


Eu tentei fazer esse meta, mas dos 12 livros só li 4: 2001, uma odisseia no espaço; Alta Fidelidade; O Grande Gatsby; e Romeu & Julieta.

Aprendi que não farei muito mais metas para mim, a não ser que eu tenha realmente um objetivo com alguma, hehe.


Terminando o post longo com a tag da Tary. Na minha estante em 2014:


O melhor casal
Eleanor e Park, de Eleanor & Park. Eu poderia ter escolhido outro casal, como Romeu e Julieta, mas achei que os dois citados são um casal desajustado, e é aí que está o charme deles. O livro inteiro é uma fofura só.

Virei a noite lendo
Após o Anoitecer, de Haruki Murakami. Não escolhi esse por conta do nome, e também não é literal, mas o li muito rápido, pois a narrativa e a história são muito boas e você consegue ler esse livro bem depressa. Gostei bastante de Murakami, e já pretendo ler outras coisas do autor japonês.

Soco no estômago
Precisamos Falar Sobre o Kevin, de Lionel Shriver. Esse livro é arrebatador; sufocante; dolorido. É um grande soco no estômago, e é tão bem escrito e envolvente. Talvez as pessoas o achem meio lento, e sendo escrito em cartas podem não gostar muito, mas eu juro que vale a pena ler esse livro, porque é excelente.

O livro mais triste que li
A Bela e a Fera, de Clarice Lispector. Eu até li outros livros que são tristes, mas os da Clarice são sempre surpreendentemente tristes. Há sempre uma melancolia, ou alguma tragédia que torna a história belamente triste. Eu gosto de livros assim, por isso sou fã da Clarice. 

A maior decepção do ano
O Senhor das Moscas, de William Golding. Eu não achei o livro ruim - falei isso em vídeo, até - mas comigo ele não conversou como deveria. Eu sei que é um clássico, que é bem escrito. Admiro o autor e a obra por conta disso. Contudo, foi decepcionante porque não me marcou em nada. Infelizmente. 

O mais chato
Max e os Felinos, de Moacyr Scliar. Aqui também não estou dizendo que o livro é ruim (normalmente eu não xingo livro assim, gratuitamente. Sempre que não gosto de algo é gosto pessoal mesmo, tem nada a ver com a qualidade da obra ou a capacidade do autor), mas para mim ele não significou nada. Não me marcou; achei a história meio enfadonha. Sei que tem gente que adorou, porém, infelizmente, esse também não me agradou. 
Quase morri de tanto rir
Nu, de botas, de Antonio Prata. Antonio Prata tem o talento de contar as histórias de um jeito único e cômico. Não teve como não rir - até demais -  de suas crônicas sobre a infância e suas peripécias quando ainda era um pequeno rebento. Se você quer algo bem escrito e engraçado, leia esse livro.

Aventura, fantasia ou infanto-juvenil
A Princesinha, de Frances Hodgson Burnett. Eu acho que não li muitas coisas infantis e de fantasia esse ano. O que é bem estranho, aliás. Mas A Princesinha foi um bom livro que faz a gente lembrar da infância e de como tudo parece mais fácil quando se é criança. 

Autor Revelação
Lionel Shriver, com toda a certeza. Precisamos falar Sobre o Kevin foi uma das melhores leituras que eu fiz em 2014. Agora quero ler as outras coisas dessa autora. Ela escreve bem demais, nossinhora!


Bate bola de personagens

Personagem masculino apaixonante
Jay Gatsby, de O Grande Gatsby. No começo do livro eu não tinha gostado muito dele, mas depois eu o vi como ele realmente é: conquistador e charmoso. 

Personagem feminina admirável
Marjane Satrapi, de Persépolis. Ela é uma personagem em seu prório quadrinho autobiográfico, mas é real. E a inteligência e o talento dessa mulher são dignos de prêmio. Admiro-a muito. 

Personagem mais chato
Rob, de Alta Fidelidade. Um dos motivos de eu não ter amado Alta Fidelidade é o protagonista. Ele é muito reclamão e se faz de coitado. Não tenho paciência pra esse tipo de gente, e não tive nem com personagem de livro, hehe.

Personagem mais legal
Atticus Finch, de O Sol é Para Todos. Esse pai de família que tenta criar os filhos da melhor maneira possível e os ensina bondade, justiça e amor, não tem como ficar de fora dessa lista. Atticus é como as pessoas deveriam ser.

Personagem mais perturbador
Kevin, de Precisamos Falar Sobre o Kevin. A gente não entende o que se passa na cabeça de Kevin. O livro mostra a mãe, Eva, tentando entender isso. Lá no fundo acho que ela entendeu, mas no livro não dá pra perceber de forma clara. E é isso que é o mais perturbador nesse personagem: sua personalidade. 

Personagem que mais me identifiquei
Pi, de As Aventuras de Pi. Não é que eu necessariamente me identifiquei, mas entendi como o Pi era. Não ficou claro, né? Não sei explicar, mas o jeito dele de querer entender a si próprio, procurando na fé o entendimento da vida, é de uma sabedoria inocente e bonita. Gostaria de achar essa determinação (acho que tenho, mas ainda não veio a tona).

O melhor livro de 2014
Esse tipo de escolha é tão injusta, haha. Mas se tiver que escolher só um... Acho que escolho J.R.R. Tolkien - O Senhor da Fantasia, de Michael White. Ter conhecido melhor um dos meus autores preferidos, entender como ele escreveu suas obras; como era sua personalidade, foi bem interessante. Gostei bastante. :)


Espero que tenham gostado. E se quiserem responder deem créditos para quem criou a lista/tag, ok?

Estou voltando para o blog e canal aos pouquinhos, então não me abandonem. x)




4 comentários:

  1. Oi, Ju!
    Alguns livros que você citou estão na minha lista de leitura há um tempão, e tô morrendo de vontade de ler, como Eleanor & Park e os autores Murakami e Asimov.
    Um dos meus preferidos do ano foi O Sol É Para Todos, que livro fofinho! Apesar de falar sobre um tema tenso, achei a escrita deliciosa. Li Precisamos Falar Sobre o Kevin também, o livro me causou tanto impacto que tive uma ressaca literária das bravas, fiquei um tempão com o Kevin na cabeça!
    Adorei o post!
    Bjos,

    Mari
    Mari The Reader

    ResponderExcluir
  2. Oi! Tudo bem?
    Eu só passei aqui para lhe avisar que te indiquei em um post.

    Confere aí no umbaixinhonoslivros.blogspot.com.br/2015/01/selo-fofo.html
    Espero que goste da indicação.

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Eu queria ter lido tantos livros quanto você leu em 2014. Meu ano foi terrível para leituras, mas deu pra chegar em um número aceitável.
    Estava lendo a sua lista de livros lidos e, se eu li dois livros, foi muito! ACHEI ISSO FANTÁSTICO! Peguei algumas indicações e tudo. <3

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho As Aventuras de Pi, mas tá parado na minha estante. Através do filme, vi um pouco dessa fé do Pi e isso me cativou muito também! <3

    Blog: http://pequeninabiblioteca.blogspot.com
    Canal: https://www.youtube.com/channel/UCh4anKvrcHrzPnVv3XMhTig

    ResponderExcluir

Muito obrigada pelo comentário e pela visita! ♥
Responderei assim que puder ;)

CopyRight © | Theme Designed By Hello Manhattan